domingo, 28 de junho de 2009

Intestino e aminoácidos

Há algumas semanas atrás a revista Aminoacids publicou um artigo interessante fazendo uma ligação com referencia a aminoácidos e saúde gastrointestinal. Ao contrário do que todos pensam, o aminoácido importante para síntese de matriz extracelular e consequentemente o aumento de função barreira, bem como o aminoácido importante para síntese proteica não é a glutamina... é a arginina. Estudos indicam que a arginina estimula diretamente o mtor (mammalian target of rapamycin) e que este estimulo leva a síntese proteica. Como uma orquestra afinada, a glutamina é usada diretamente no ciclo da pentose tornando-se uma fonte de energia para o enterócito. Daí temos a síntese proteica pela arginina e a energia pela glutamina. Vou mais além, o intestino usa a leucina para transformar o glutamato e ceto-glutarato em glutamina. Ou seja, leucina acaba sendo importante para a função intestinal e também para o fígado (já escrevi sobre este tema aqui), mas o glutamato também é importante para o fígado, participa na formação da glutationa, que é detoxificante hepático e corporal com relação a radicais livres, xenobióticos nucleofílicos e metais tóxicos. Imaginem, cetoglutarato precisa de leucina para formar glutamato. Glutamato precisa de leucina para formar glutamina. Glutamina origina citrulina, ornitina e arginina. Ornitina dá origem a poliaminas e a pirrolidone-5-carboxilato e posteriormente a prolina. Prolina é um aminoácido limitante na síntese de proteinas com ramificações, como o colágeno da matriz. Junte tudo num caldo. Glutamina é importante, arginina é importante e leucina também. Leve isso ao sistema gastrointestinal como um todo. Glutamina, arginina, leucina e n-acetilcisteína. Todos terão uma função importante no sistema, estimulando a síntese de proteína, formando prolina, estimulando colágeno, melhorando a função barreira da matriz intercelular intestinal. Enterócito usa glutamina para produção de energia porque precisa produzir energia para síntese proteica estimulada pela arginina. Prolina originária da glutamina é substrato para produção de colágeno. N-acetilcisteína fornece cisteína de boa disponibilidade para formação de glutationa, glutationa atua como detoxificante hepático. Uma boa pedida, arginina, glutamina, leucina e n-acetilcisteína.

Nenhum comentário:

Health.com - Health and Medical Information